Sábado, 22 de Janeiro de 2022 09:06
11 11 99843-7541
22°

Poucas nuvens

São Bernardo do Campo - SP

Dólar com.

R$ 5,45

Euro

R$ 6,18

Peso Arg.

R$ 0,05

Especiais Atenção infantil

Prefeito Orlando Morando amplia repasse às instituições de acolhimento a crianças e adolescentes

Para o exercício de 2022, entidades terão incremento de 22% nos recursos para o atendimento especializado de proteção social em abrigos e casas de passagem de São Bernardo

04/12/2021 13h41
Por: Redação Fonte: PMSBC
PMSBC
PMSBC

Atento às necessidades de proteção integral de crianças e adolescentes acolhidos em São Bernardo, o prefeito Orlando Morando oficializou, nesta quinta-feira (2/12), a ampliação do repasse financeiro destinado às seis instituições parceiras que atendem moradores de 0 a 18 anos em abrigos e casas de passagem no município. Para o exercício de 2022, o investimento no Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes receberá incremento de 22%, considerando os impactos causados pela pandemia da Covid-19.

Em reunião realizada com representantes das seis instituições que executam os serviços de acolhimento às crianças e jovens em São Bernardo, o chefe do Executivo destacou que a Prefeitura investirá, em 2022, R$ 3.111 per capita no atendimento dos menores acolhidos. “Sabemos das dificuldades que as entidades enfrentam para realizar este serviço, em especial neste momento de pandemia, quando os custos e a demanda aumentaram. Da nossa parte, nosso compromisso é seguir enxugando os gastos da administração e ampliar os investimentos na área da assistência social”, observa.

O Serviço de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes nas modalidades abrigo provisório e casa de passagem têm caráter provisório e excepcional para crianças e adolescentes de 0 a 18 anos, de ambos os sexos, inclusive crianças e adolescentes com deficiência e em situação de risco pessoal e social, cujas famílias ou responsáveis encontrem-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de cuidados e proteção.

Em São Bernardo, são ofertadas 155 vagas para proteção de crianças e adolescentes, executadas por seis Organizações da Sociedade Civil (OSCs): Lar Escola Pequeno Leão, Aldeias Infantis SOS, Associação São Luiz, Associação Beneficente Cantinho da Mei Mei, Ficar de Bem – Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância (CRAMI) e Lar Escola Jêsue Frantz.

Secretário de Assistência Social de São Bernardo, André Sicco observa que este realinhamento de recursos para os serviços de acolhimento institucional é de extrema importância, tendo em vista o caráter continuado do serviço. “Em São Bernardo, realizamos trabalho contínuo, sob coordenação do prefeito Orlando Morando, para ampliar investimentos voltados à assistência social e estruturar nossa rede de atendimento, dada sua relevância para a garantia dos direitos da nossa população”.

PARCERIA – Diretora do Lar Escola Jêsue Frantz, Ilda Batista Dias ressalta a importância da parceria entre o poder público e as organizações sociais para a manutenção do serviço de atendimento às crianças e adolescentes. “É muito gratificante saber que o nosso trabalho está sendo enxergado e que temos o respeito e o reconhecimento da Prefeitura. Sozinhos, não conseguiríamos fazer nada, por isso é fundamental esse apoio da Administração”, diz.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.