Sábado, 22 de Janeiro de 2022 08:33
11 11 99843-7541
22°

Poucas nuvens

São Bernardo do Campo - SP

Dólar com.

R$ 5,45

Euro

R$ 6,18

Peso Arg.

R$ 0,05

Entretenimento Revitalização

São Bernardo celebra 77 anos de emancipação política com atividades na Praça Lauro Gomes

Programação gratuita da Secretaria de Cultura e Juventude inclui exposição, contação sobre a história e apresentação de violino

30/11/2021 12h48 Atualizada há 2 meses
Por: Redação Fonte: PMSBC
PMSBC
PMSBC

A conquista da emancipação política de São Bernardo, celebrada nesta terça-feira (30/11), será comemorada com atividades gratuitas na Praça Lauro Gomes, no Centro da cidade. A programação especial, elaborada pela Secretaria de Cultura e Juventude, contará com exposição, contação sobre a história, apresentação de violino e disponibilização de livros e revistas, tudo de forma gratuita, a partir das 12h.

Para o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, a data representa não só a conquista da autonomia para o município, como também o início do processo de transformação da cidade. “Se hoje São Bernardo figura entre as principais economias do Estado e do País, é graças ao trabalho iniciado lá atrás. Da nossa parte, temos por princípio a valorização desta importante conquista e também a continuidade desse trabalho, contribuindo historicamente para que São Bernardo siga como referência nacional e oferte aos seus moradores oportunidades e qualidade de vida”, observa.

Secretária da Cultura e Juventude de São Bernardo, Lígia Ramos explica que a Praça Lauro Gomes foi escolhida para a realização das atividades porque é no local onde está instalado o busto de Wallace Simonsen (1884-1955), líder do processo de emancipação e primeiro chefe do Executivo do município, entre os anos de 1945 a 1947. “Uma das nossas prioridades é a valorização da nossa história enquanto município e a história da nossa população. O conhecimento sobre o nosso passado é fundamental para nossa evolução enquanto sociedade e continuidade das políticas públicas na área da Cultura”, diz.

PROGRAMAÇÃO – A programação cultural foi pensada para levar um pouco mais do conhecimento histórico a respeito da emancipação de São Bernardo aos moradores, o que poderá ser conferido de perto em exposição e momento de contação de história. Outra atração será a apresentação de violino feita pelo aluno do Centro Livre de Música (CLM), José Roberto Ribeiro. Na oportunidade, a população também poderá participar do programa Espalhando Leitura, cujo objetivo é fazer de São Bernardo uma cidade de leitores com a oferta de livros gratuitos para uso de todos.

Em cumprimento aos protocolos sanitários para evitar a contaminação da Covid-19, é obrigatório o uso de máscara a todos os participantes, bem como atenção quanto ao distanciamento.

HISTÓRIA – Em 30 de novembro de 1944, o Decreto Estadual nº 14.334 estabeleceu a nova divisão administrativa de São Paulo e, dessa forma, a até então Vila de São Bernardo passou a ser o município de São Bernardo do Campo. A emancipação da cidade foi possível graças à influência política de Wallace Simonsen e às condições econômicas, geográficas e demográficas que possuía. Somou-se a isso o fato de que, à época, São Bernardo já possuía a segunda maior indústria moveleira do Estado, três tecelagens de médio porte e abrigava as obras de construção de uma das mais sofisticadas estradas de rodagem da América Latina, a Via Anchieta.

RECUPERAÇÃO – A Praça Lauro Gomes passou por ampla transformação em 2017, quando foi recuperada e incorporada ao programa Praça-Parque, ganhando novos banheiros, uma base da Guarda Civil Municipal (GCM), serviço de Wi-Fi, novo playground, gradil, portões e bancos. Com isso, o local deixou de ser ponto fixo para o comércio ilegal e atividades irregulares e hoje concentra boxes para o trabalho dos ambulantes.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.